logo

Termo(s) de pesquisa:
OR_Luiz Carlos Jackson []
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 3
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: SANTOS, Márcia Vanessa Malcher dos

Título: O cinema contemporâneo de Pernambuco

Orientador: Luiz Carlos Jackson

Universidade: Universidade de São Paulo

Instituição/Programa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Grau: Doutorado

Data de defesa: 16.08.2019

AutorSANTOS, Márcia Vanessa Malcher dos
TítuloO cinema contemporâneo de Pernambuco
OrientadorLuiz Carlos Jackson
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Sociologia
Abragência do estudo1996-2016
GrauDoutorado
Data de entrega2019
Data de defesa16.08.2019
Descrição físicav.1; 300 f.; ilustrado com 7 imagens, 4 tabelas e 8 gráficos.
DisponibilidadeBiblioteca FFLCH
Fonteteses.usp.br
ResumoEsta tese é um estudo sobre a produção cinematográfica de Pernambuco no marco de 20 anos (1996-2016). Nesse período em que a cena se estabeleceu e alcançou legitimação nacional e internacional é possível notar a existência de duas gerações de cineastas. Pretende-se refletir sobre as especificidades de cada grupo, a partir da análise dos posicionamentos assumidos tanto no campo do cinema como no espaço propriamente simbólico das obras. Para isso, a pesquisa se ampara em três eixos metodológicos que se referem à trajetória social dos cineastas, à configuração objetiva da produção e às representações, sentimentos e valores compartilhados. O objetivo é mapear as similaridades e diferenças que conformam a estrutura de sentimento e o regime de independência praticado pelos dois grupos geracionais.[...]
ObservaçãoSete anexos (p.278-300).
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



2 / 3
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: NAKATANI, Tony Shigueki

Título: A geração retomada: cineastas, contexto social e a imagem da sociedade nos filmes Carlota Joaquina e Cidade de Deus

Orientador: Luiz Carlos Jackson

Universidade: Universidade de São Paulo

Instituição/Programa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2017

AutorNAKATANI, Tony Shigueki
TítuloA geração retomada: cineastas, contexto social e a imagem da sociedade nos filmes Carlota Joaquina e Cidade de Deus
OrientadorLuiz Carlos Jackson
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Sociologia
GrauMestrado
Data de entrega2017
Data de defesa2017
Descrição físicav.1; 115 f.
DisponibilidadeBiblioteca FFLCH
FilmografiaQuadro dos filmes da geração retomada (p.109-12).
Fonteteses.usp.br
ResumoO objetivo do presente trabalho é o de realizar uma análise do cinema brasileiro contemporâneo, em específico o período que ficou conhecido como o cinema da Retomada. Procurei analisar o cinema da Retomada a partir de duas perspectivas teóricas, que levam em consideração tanto a análise interna dos filmes, quanto de uma análise dos aspectos que dizem respeito à forma como ele se organiza, buscando compreender o contexto social e político em que ele se insere, quais são as principais figuras que se destacam dentro do cenário cinematográfico que vai da segunda metade dos anos 1990 até o início dos anos 2000. Em relação ao primeiro aspecto, tomaram-se como marcos os filmes Carlota Joaquina, princesa do Brazil (1995), dirigido por Carla Camurati, e Cidade de Deus (2002), dirigido por Fernando Meirelles e codirigido por Kátia Lund. Serão esses os filmes que analiso neste trabalho, procurando identificar os grupos sociais retratados pelas películas, o sistema de relações estabelecidos entre eles, além de considerar as recepções da crítica e as trajetórias sociais de seus respectivos diretores. E em relação ao segundo aspecto, foi possível identificar no contexto da Retomada, a presença de características que definem um grupo de cineastas em torno de um sentido sociológico de geração, cujas figuras somente se inserem na área cinematográfica devido a uma conjuntura específica, decorrente das transformações institucionais e políticas do Estado brasileiro nesse fim do século XX.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



3 / 3
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: MONTEIRO, Guilherme Seto

Título: Condão caipira: produção e recepção no cinema de Amácio Mazzaropi

Orientador: Luiz Carlos Jackson

Universidade: Universidade de São Paulo

Instituição/Programa: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 08.03.2013

AutorMONTEIRO, Guilherme Seto
TítuloCondão caipira: produção e recepção no cinema de Amácio Mazzaropi
OrientadorLuiz Carlos Jackson
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Sociologia
GrauMestrado
Data de entrega2013
Data de defesa08.03.2013
Descrição físicav.1; 233 f.
DisponibilidadeBiblioteca FFLCH
Fonteteses.usp.br
ResumoEsta dissertação consiste em uma investigação sociológica do cinema de Amácio Mazzaropi (1912-1981). Para realizá-la, foram estabelecidos alguns passos. Primeiramente, procurei reconstituir a trajetória social e a formação artística de Mazzaropi, figura de origens sociais desprivilegiadas, migrante, com passagens por teatro popular, rádio, televisão e cinema. Em um momento decisivo de implantação da indústria cultural no Brasil, entre as décadas de 1940 e 1980, com a importação de tecnologias, profissionais e linguagens dos centros estrangeiros, ele apresentou as credenciais necessárias para constituir-se em figura de destaque na estruturação da indústria cultural nacional. Em seguida, por meio de um exercício de reconstituição das condições do campo cinematográfico brasileiro de 1950 a 1980, procurei encontrar os fundamentos da formação dos juízos críticos relativos à filmografia de Mazzaropi. [...]. Na sequência, proponho uma análise de diferentes momentos da filmografia de Mazzaropi, interessado em identificar as escolhas estéticas (formais, narrativas, conteudísticas) que estariam na base de um estilo particular de se fazer cinema. [...]. E por fim, procurei fornecer uma contribuição ao entendimento do notório sucesso de público do cineasta durante todos seus anos de atividade.[...]. Por meio de depoimentos colhidos de idosos que assistiram a seus filmes naqueles anos, esbocei algumas interpretações possíveis, tendo em vista a compreensão da relação particular que o cineasta teria estabelecido com seu devotado público.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
Pesquisar (apenas um termo por linha):
no campo:
 
1     
2   
3