logo

Termo(s) de pesquisa:
OR_Josimey Costa da Silva []
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: CHAGAS, Olavo Luiz de Macedo

Título: Cidades insinuadas: uma análise das representações do espaço urbano em obras audiovisuais potiguares

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: Centro de Ciências Humanas - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 31.08.2018

AutorCHAGAS, Olavo Luiz de Macedo
TítuloCidades insinuadas: uma análise das representações do espaço urbano em obras audiovisuais potiguares
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte - Centro de Ciências Humanas, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Mídia
GrauMestrado
Data de entrega2018
Data de defesa31.08.2018
Descrição físicav.1; 87 f.
DisponibilidadeBiblioteca UFRN
Fonterepositorio.ufrn.br
ResumoEste estudo tece relações de sentido entre as representações audiovisuais dos espaços urbanos e as ações dramáticas encontradas nos curtas-metragens potiguares Janaína Colorida Feito o Céu (Babi Baracho, 2014, 15 min) e Sailor (Victor Ciríaco, 2014, 13 min). O objetivo foi identificar e descrever características que as cidades assumem quando simbolizadas nas realidades ficcionais e que, no movimento da experiência subjetiva de representação/fruição, permitem a emergência de novas subjetivações dirigidas aos espaços representados. Para isso, construímos uma trama interpretativa das produções, que se baseou em Morin (2014) e Armando Silva (2011) tocando aspectos relacionados ao imaginário social. [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



2 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: CHAGAS, Olavo Luiz de Macedo

Título: Cidades insinuadas: uma análise das representações do espaço urbano em obras visuais potiguares

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 31.08.2018

AutorCHAGAS, Olavo Luiz de Macedo
TítuloCidades insinuadas: uma análise das representações do espaço urbano em obras visuais potiguares
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Mídia
GrauMestrado
Data de entrega2018
Data de defesa31.08.2018
Descrição físicav.1; 87 f.
DisponibilidadeBiblioteca UFRN
Fonterepositorio.ufrn.br
ResumoEste estudo tece relações de sentido entre as representações audiovisuais dos espaços urbanos e as ações dramáticas encontradas nos curtas-metragens potiguares Janaína Colorida Feito o Céu (Babi Baracho, 2014, 15 min) e Sailor (Victor Ciríaco, 2014, 13 min). O objetivo foi identificar e descrever características que as cidades assumem quando simbolizadas nas realidades ficcionais e que, no movimento da experiência subjetiva de representação/fruição, permitem a emergência de novas subjetivações dirigidas aos espaços representados. Para isso, construímos uma trama interpretativa das produções, que se baseou em Morin (2014) e Armando Silva (2011) tocando aspectos relacionados ao imaginário social. Como perspectivas específicas sobre o espaço e o sujeito urbanos, buscamos contribuições no pensamento de Massimo Canevacci e nos fundamentamos, mais uma vez, em Armando Silva (2011). [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



3 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: SANTOS, Isadora Araújo

Título: O império do grotesco em Fellini e Almodóvar: a desconstrução de estereótipos e estigmas sociais no cinema

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2018

AutorSANTOS, Isadora Araújo
TítuloO império do grotesco em Fellini e Almodóvar: a desconstrução de estereótipos e estigmas sociais no cinema
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Mídia
GrauMestrado
Data de entrega2018
Data de defesa2018
Descrição físicav.1; 150 f.; ilustrado com 21 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca Comunitária UFRN
Fonterepositorio.ufrn.br
ResumoEsta pesquisa busca compreender os efeitos de sentido do recurso ao grotesco como forma expressiva nas obras dos cineastas Federico Fellini e Pedro Almodóvar. Para isso, analisamos comparativamente dois filmes: 8½ (FELLINI, 1963) e Tudo Sobre Minha Mãe (ALMODÓVAR, 1999), de maneira a estabelecer relações dialógicas entre as obras analisadas e as demais produções dos diretores a partir de suas representações de corpos estigmatizados. [...]
ObservaçãoSete páginas sem numeração.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



4 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: BATISTA, Manuel Meireles Amorim

Título: A paisagem nordestina no filme "O Céu de Suely": uma análise de espacialidades no cinema contemporâneo

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: Centro de Ciências Humanas - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2017

AutorBATISTA, Manuel Meireles Amorim
TítuloA paisagem nordestina no filme "O Céu de Suely": uma análise de espacialidades no cinema contemporâneo
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte - Centro de Ciências Humanas, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Mídia
GrauMestrado
Data de entrega2017
Data de defesa2017
Descrição físicav.1; 139 f.; ilustrado com 29 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca UFRN
Fonterepositorio.ufrn.br
ResumoA presente pesquisa se propõe a analisar a paisagem nordestina construída no filme “O Céu de Suely”, dirigido por Karin Aïnouz em 2006. Considerando que a paisagem é uma construção do olhar humano em direção a uma dada região espacial, e que esse olhar organiza e seleciona os dados da realidade a partir das referências prévias subjetivadas e do imaginário de cada observador, exploramos a representação da paisagem nesse filme por meio da análise fílmica preconizada por Jacques Aumont (2004), acrescida de uma abordagem plurimetodológica que agrega concepções da paisagem atinentes a diversos campos das humanidades como arte, geografia, história e literatura. Primeiramente, a construção da paisagem nordestina foi examinada em sua correlação com outros filmes do cinema contemporâneo e de períodos anteriores do cinema nacional. Em seguida foram investigados diferentes aspectos da paisagem no filme escolhido para ser objeto empírico desta pesquisa, como sua produção, roteiro, equipe técnica, orçamento e locações, bem como averiguamos como se formou o olhar do diretor em relação a essas espacialidades, por meio do levantamento de dados profissionais e biográficos, que ajudaram a entender suas referências prévias subjetivas.[...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



5 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: MEDEIROS, Theresa Christina Barbosa de

Título: O futuro do presente: a mídia audiovisual e a sociedade contemporânea na ficção científica do cinema de animação

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: Centro de Ciências Humanas e Artes - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2011

AutorMEDEIROS, Theresa Christina Barbosa de
TítuloO futuro do presente: a mídia audiovisual e a sociedade contemporânea na ficção científica do cinema de animação
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte - Centro de Ciências Humanas e Artes, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Mídia
GrauMestrado
Data de entrega2011
Data de defesa2011
Descrição físicav.1; 105 f.; ilustrado com 61 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca UFRN
Fontecchla.ufrn.br
ResumoEssa pesquisa apresenta um estudo que objetiva analisar as imagens do futuro em obras de ficção científica do cinema de animação explorando a temática específica da representação das mídias de comunicação audiovisuais em seu diálogo com as sociedades retratadas nos filmes escolhidos para análise. A discussão proposta busca aproximações para responder à pergunta que deu início a esta pesquisa: como, nos dias de hoje, estamos pensando o futuro? Pretende também, pautada nas discussões propostas por Morin (1997), compreender aspectos da sociedade contemporânea com a ajuda do cinema e, ao mesmo tempo, compreender o cinema, auxiliada por uma análise social.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



6 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: BITTENCOURT, Gustavo Henrique Ferreira

Título: O conceito de autoria como valor: um intercâmbio entre arte e mercado na história cultural do cinema

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia

Grau: Doutorado

Data de defesa: 04.06.2019

AutorBITTENCOURT, Gustavo Henrique Ferreira
TítuloO conceito de autoria como valor: um intercâmbio entre arte e mercado na história cultural do cinema
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Mídia
GrauDoutorado
Data de entrega2019
Data de defesa04.06.2019
Descrição físicav.1; 229 f.; ilustrado com 15 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca UFRN
Fonterepositorio.ufrn.br
ResumoEsta tese pressupõe o conceito de autoria no cinema como um princípio central para a história cultural desse meio de expressão artístico-midiática. Presume-se que o autor é uma noção idealizada do imaginário constituído pelas discussões estéticas e culturais que envolvem várias instituições produtoras de discursos, dentre elas, publicações especializadas da crítica, estudos de cinema no meio acadêmico, circuito de festivais internacionais e mercado de produtos cinematográficos. Isso nos leva a questionar: como valores artísticos-culturais se associam a técnicas para visibilidade de obras por parte do mercado de distribuição de modo a despertar sensibilidades e obter reconhecimento por parte dos analistas e espectadores? Propõe-se, neste estudo, a articulação de um conjunto de pressupostos teóricos e conceituais relacionados ao pensamento cinematográfico que envolvem os termos cinefilia, história e teorias do cinema, cinema de arte como instituição e um modo de prática cinematográfica, marcas de autoria e star system [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



7 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: MAIA, RENATO

Título: O mundo visto entre brumas: a contemporaneidade a partir do filme Ensaio sobre a cegueira

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes - Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Grau: Doutorado

Data de defesa: 15.05.2015

AutorMAIA, RENATO
TítuloO mundo visto entre brumas: a contemporaneidade a partir do filme Ensaio sobre a cegueira
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Natal
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Ciências Sociais
GrauDoutorado
Data de entrega2015
Data de defesa15.05.2015
Descrição físicav.1; 143 f.; Ilustrado com 13 fotos do filme.
DisponibilidadeBiblioteca UFRN
Fonterepositorio.ufrn.br
ResumoA proposta desta pesquisa é pensar sobre a contemporaneidade abordando algumas questões fundamentais que, geralmente, não são perceptíveis na vida cotidiana. A sociedade que privilegia a imagem, paradoxalmente, nos cega cognitivamente para as causas da maioria dos problemas que envolvem as relações sociais. Por outro lado, a iconofobia, o desprezo da imagem, principalmente pela academia, dificulta a percepção do “mundo imaginal” (MAFFESOLI, 2005) tal qual se evidencia. A intenção é refletir sobre a contemporaneidade utilizando a imagem como ferramenta de pesquisa, seguindo a potencialidade metodológica do cinema na sua capacidade de condensar o imaginário social vigente através da composição cinematográfica. O filme condutor para as reflexões é Ensaio sobre a cegueira (Blindness, 2007), filme baseado no livro homônimo de José Saramago. O filme foi escolhido justamente por abordar a questão da cegueira física e metafórica como uma crítica da visão de mundo que formata hegemonicamente a contemporaneidade ocidental, capitalista, urbana e midiatizada. O realce nas relações sociais corresponde a um tipo ideal de sociedade onde as desigualdades e o controle social são extremados. Para pensar questões tão densas, a construção teórica se aproxima da forma de conhecimento do pensamento complexo em diálogo com pensadores contemporâneos.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



8 / 8
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: SOARES, Ednalda

Título: Miguilins no sertão da cabaça azul: incandescência, infância e devaneios poéticos em Mutum

Orientador: Josimey Costa da Silva

Universidade: Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Instituição/Programa: - Mestrado em Ciências Sociais

Grau: Mestrado

Data de defesa: 01.04.2011

AutorSOARES, Ednalda
TítuloMiguilins no sertão da cabaça azul: incandescência, infância e devaneios poéticos em Mutum
OrientadorJosimey Costa da Silva
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal
Instituição/ProgramaMestrado em Ciências Sociais
GrauMestrado
Data de entrega2011
Data de defesa01.04.2011
Descrição físicav.1; 93 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central Zilah Mamede
Fontecatalogodeteses.capes.gov.br / sigaa.ufrn.br
ResumoA presente dissertação empreende uma leitura poética da novela Campo Geral, de Guimarães Rosa, do filme Mutum, baseado na novela citada e dirigido por Sandra Kogut e da investigação em campo realizada em cidades de Minas Gerais-MG envolvidas na realização desse filme. O propósito dessa leitura é comunicar a experiênica devaneadora realizada a partir de uma obra fílmica, de uma narrativa literária e do encontro com cinco atores não-profissionais e três pessoas da equipe técnica de Mutum. Para isso, o devaneio poético, proposto por Gaston Bachelard, é usado como recurso cognitivo para experienciar a realidade semi-imaginária do homem, a partir do acionamento do duplo no processo de participação afetiva (MORIN,1997). O filme escolhido trata das impressões de uma criança, que vive com seus pais, seus irmãos, sua avó e sua cachorra Rebeca num lugar chamado Mutum. Sob a perspectiva do ser devaneador, que medita sobre as imagens da infância onírica dentro do contexto do sertão, de um sertão que é transformado e alargado por meio do sonho poético, alcançamos a infância meditada (BACHELARD, 2006). Ao longo da narrativa desta pesquisa, Guimarães Rosa, a diretora Sandra Kogut, eu mesma enquanto indivíduo/pesquisadora e os interlocutores da Família Mutum que encontrei em Minas Gerais, todos nós somos tomados enquanto Miguilins que sonham o sertão da cabaça azul. Incandescentes, múltiplos, palimpsestos, esses Miguilins são portadores da carteira de identidade multicolorida e com ela compreendem a participação humana na Grande Narrativa (SERRES, 2005).



página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
Pesquisar (apenas um termo por linha):
no campo:
 
1     
2   
3