logo

Termo(s) de pesquisa:
OR_Irlys Alencar Firmo Barreira []
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 3
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: JAGUARIBE, Ana Elisabete Freitas

Título: "Os incompreendidos": as novas práticas e poéticas do audiovisual do Ceará, a partir da experiência do Alumbramento

Orientador: Irlys Alencar Firmo Barreira

Universidade: Universidade Federal do Ceará

Instituição/Programa: Departamento de Ciências Sociais - Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Grau: Doutorado

Data de defesa: 21.11.2017

AutorJAGUARIBE, Ana Elisabete Freitas
Título"Os incompreendidos": as novas práticas e poéticas do audiovisual do Ceará, a partir da experiência do Alumbramento
OrientadorIrlys Alencar Firmo Barreira
UniversidadeUniversidade Federal do Ceará - Departamento de Ciências Sociais, Fortaleza
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Sociologia
GrauDoutorado
Data de entrega2017
Data de defesa21.11.2017
Descrição físicav.1; 198 f.
DisponibilidadeBiblioteca UFCe
Fonterepositorio.ufce.br
ResumoEsta pesquisa investiga o cinema no Ceará, com os objetivos de compreender as novas práticas e poéticas que se instauram no campo audiovisual cearense e qual a suas contribuições para a produção nacional de cinema. O objeto de investigação é o coletivo Alumbramento, grupo de jovens realizadores que emergem no cenário cultural do país em 2006, no âmbito do movimento de renovação, nomeado como o ‘novíssimo cinema brasileiro’ e/ou ‘cinema de garagem’. A investigação trabalha a relação cinema e sociedade, num diálogo com os referenciais teóricos de Pierre Bourdieu e Raymond Williams, filiando-se assim a uma perspectiva sociológica que considera as práticas culturais como formas materiais e simbólicas.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



2 / 3
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: CARVALHO, Ângela Julita Leitão de

Título: Dramas íntimos e dramas sociais: uma releitura do Cinema Novo

Orientador: Irlys Alencar Firmo Barreira

Universidade: Universidade Federal do Ceará

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Grau: Doutorado

Data de defesa: 01.07.2006

AutorCARVALHO, Ângela Julita Leitão de
TítuloDramas íntimos e dramas sociais: uma releitura do Cinema Novo
OrientadorIrlys Alencar Firmo Barreira
UniversidadeUniversidade Federal do Ceará, Fortaleza
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Sociologia
GrauDoutorado
Data de entrega2006
Data de defesa01.07.2006
Descrição físicav.1; 350 f.
DisponibilidadeBiblioteca de Humanidades-UFC
Fontecapes.gov.br / repositorio.ufc.br
ResumoEste trabalho examina representações de dramas íntimos do questionamento das mulheres frente às desigualdades de poder, nas relações entre os sexos e, ainda, imagens da busca de autonomia e de liberdade sexual, nos filmes Os cafajestes, A falecida e O Desafio, integrantes do Cinema Novo, movimento cultural que surge no Brasil, nos anos 1960. Aqui, dramas íntimos são definidos como situações ou experiências vivenciadas por homens e mulheres, em espaços nos quais se circunscrevem suas relações afetivas e sexuais. A escolha do cinema para analisar esta temática deve-se ao fato de entendê-lo como veículo que dialoga com o contexto histórico, embora empregue uma linguagem específica para transmitir mensagens - associação de imagens, movimento de câmera, efeitos de iluminação e uso de sons. Assim, a pesquisa se insere dentro de uma perspectiva sociológica que adota como princípio básico o estabelecimento de um vínculo da obra com o conjunto das relações históricas, culturais, econômicas e políticas do país. Apesar da filmografia do Cinema Novo voltar-se caracteristicamente para representações dos problemas exconômicos e políticos do país, a pesquisa realizada identificou que cineastas envolvidos com este movimento cultural abordaram, também, questões referentes aos ´dramas íntimos´, construíndo novas representações do feminino e do masculino. [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



3 / 3
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: VALE, Alexandre Fleming Câmara

Título: Cenas de um público implícito: territorialidade marginal, pornografia e prostituição travesti no Cine Jangada

Orientador: Irlys Alencar Firmo Barreira

Universidade: Universidade Federal do Ceará

Grau: Mestrado

Data de defesa: 01.12.1997

AutorVALE, Alexandre Fleming Câmara
TítuloCenas de um público implícito: territorialidade marginal, pornografia e prostituição travesti no Cine Jangada
OrientadorIrlys Alencar Firmo Barreira
UniversidadeUniversidade Federal do Ceará - Departamento de Sociologia, Fortaleza
GrauMestrado
Data de entrega1997
Data de defesa01.12.1997
Descrição físicav.1; 160 f.
DisponibilidadeBiblioteca de Humanidades-UFC
Fontecapes.gov.br / biblioteca.ufc.br
PublicaçãoVale, Alexandre Fleming Câmara. No escurinho do cinema: cenas de um público implícito. São Paulo, Annablume; Fortaleza, Governo do Estado do Ceará/Secretária de Cultura e Desporto, 2000.
ResumoEste trabalho é o resultado de uma pesquisa desenvolvida numa sala de cinema especializada na exibição de filmes pornográficos, localizada no centro da cidade de Fortaleza. Nessa pesquisa buscamos explicitar as lógicas subjacentes à socialidade que tinha lugar nesse espaço sociocultural específico, enfatizando sua inserção no circuito exibidor local e o mercado da prostituição travesti no interior da mesma. Discorremos aqui sobre os esquemas mentais e corporais que essa realidade concreta evoca, vistos enquanto matriz simbólica de atividades práticas, sentimentos, condutas, pensamento e julgamento por parte dos espectadores que compunham esse espaço. O Cine Jangada, que teve suas portas fechadas em julho de 96, foi "divisor de águas" de um processo geral de reordenação da geografia social das telas de exibição. No centro da cidade, pornografia virou destino e salas que surgiram depois do Jangada representam um fato inédito na forma de veiculação desse gênero cinematográfico, não somente devido a utilização do formato do vídeo para a exibição desses filmes, mas também devido às territorialidades que dão lugar. Esta dissertação pretende ser uma contribuição para pensar os espaços e territórios da cidade, as condições de existência de alguns que vivem da atividade prostitutiva e a constituição de lugares de convivência que, tendo a iconografia pornô como condição e pretexto, dão visibilidade ao exercício de uma determinada forma de sexualidade e acabam por produzir territorialidades novas e imprevistas em relação à arquitetura disciplinar e enquadradora de uma sala de exibição.
ObservaçãoTambém aparece com o título Cenas de um público implícito: territorialidade marginal e prostituição travesti no Cine Jangada.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
Pesquisar (apenas um termo por linha):
no campo:
 
1     
2   
3