logo

Termo(s) de pesquisa:
OR_Fernando Segolin []
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 4
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: BLANC, Nicole Wexler

Título: O decálogo de Kieslowski: TV e cinema em diálogo

Orientador: Fernando Segolin

Universidade: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2003

AutorBLANC, Nicole Wexler
TítuloO decálogo de Kieslowski: TV e cinema em diálogo
OrientadorFernando Segolin
UniversidadePontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica
GrauMestrado
Data de entrega2003
Data de defesa2003
Descrição físicav.1; 107 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCSP
Fontepucsp.br
ResumoA partir de reflexões sobre os filmes de "O decalogo", serie para televisão de 1988, de Krzysztof Kieslowski, procura-se entender como a sua experiência com o cinema interfere na linguagem televisual e vice-versa.



2 / 4
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: RODRIGUES, Aloísio

Título: A poética narrativa na adaptação do filme: o padre, a moça, de Carlos Drummond de Andrade

Orientador: Fernando Segolin

Universidade: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Instituição/Programa: - Mestrado em Literatura e Crítica Literária

Grau: Mestrado

Data de defesa: 25.10.2011

AutorRODRIGUES, Aloísio
TítuloA poética narrativa na adaptação do filme: o padre, a moça, de Carlos Drummond de Andrade
OrientadorFernando Segolin
UniversidadePontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo
Instituição/ProgramaMestrado em Literatura e Crítica Literária
GrauMestrado
Data de entrega2011
Data de defesa25.10.2011
Descrição físicav.1; 175 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCSP
Fontecapes.gov.br / tede2.pucsp.br
ResumoEsta dissertação procura fazer um estudo comparativo do poema O Padre, a Moça, de Carlos Drummond de Andrade com o filme O Padre e a Moça, roteiro e direção de Joaquim Pedro de Andrade com o propósito de verificar as significativas diferenças ocorridas no processo de passagem de uma obra elaborada em linguagem verbal para o cinema novo, um veículo audiovisual. A estrutura: aspectos formais, foco narrativo, nível semântico, rítmico, sonoros e os personagens significativos de cada obra serão estudados sob o enfoque da teoria literária e da linguagem fílmica. A partir da contextualização das duas obras, serão identificados os aspectos intra e intertextuais nelas existentes. A análise dos dados obtidos permitirá que sejam verificados os acréscimos e reduções, que ocorreram nesse processo de transposição de um veículo verbal para outro veículo cinematográfico.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



3 / 4
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: RODRIGUES, Elisabete Alfeld

Título: As mídias e a migração de um texto: Morte e vida Severina

Orientador: Fernando Segolin

Universidade: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica

Grau: Mestrado

Data de defesa: 1992

AutorRODRIGUES, Elisabete Alfeld
TítuloAs mídias e a migração de um texto: Morte e vida Severina
OrientadorFernando Segolin
UniversidadePontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica
GrauMestrado
Data de entrega1992
Data de defesa1992
Descrição físicav.1; 131 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCSP
Fontepucsp.br / rumba.ilea.ufrgs.br
ResumoO salto do signo da página para o palco, do palco para a tela e da tela para o vídeo põe a descoberto o modus operandi característico da escritura verbal, em correlação com as escrituras cênica, fílmica e televisual. Ação sígnica refeita em outro(s) signo(s). Tradução de tradução; é a palavra transformada em figura plástica, sonora, gestual... em movimentos de câmera, planos e angulação. No movimento contínuo da migração, as inter-influências de um código sobre o outro, de uma linguagem sobre a outra são manifestas em modos de representar. O signo matriz se transforma em cena na textualidade da linguagem. A virtualidade cênica da escritura verbal, é então, atualizada e em diferentes palcos - revezamento de interpretantes: na cena teatral, a re-invenção do espaço redimensiona o signo matriz e recria a poesia verbal em poesia cênica; na cena fílmica, a câmera transforma o poético em documentário ao flagrar a continuidade do Universo Severino; na cena televisual, índices sígnicos da montagem teatral e da realização fílmica pontuam a criação da cena-síntese-televisual. Os espetáculos diversos expõem a ação tradutora-leitura e re-escritura do signo em outro signo de natureza diversa: metalinguagem cênica e "paráfrase" visual.(Stumpf/Caparelli)



4 / 4
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: NAKAGAWA, Fábio Sadao

Título: A linguagem cinematográfica e a construção do tempo: uma leitura do filme A Ostra e o vento

Orientador: Fernando Segolin

Universidade: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2002

AutorNAKAGAWA, Fábio Sadao
TítuloA linguagem cinematográfica e a construção do tempo: uma leitura do filme A Ostra e o vento
OrientadorFernando Segolin
UniversidadePontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica
GrauMestrado
Data de entrega2002
Data de defesa2002
Descrição físicav.1; 112 f.; Ilustrado com fotos do filme analisado.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCSP
Fontepucsp.br
ResumoEsta dissertação traz uma análise do filme "A ostra e o vento", enfatizando as metamorfoses temporais do longa-metragem. A narrativa em flash-backs é permeada por oscilações entre momentos distintos, numa ordenação do tempo diegético em que há uma delimitação rígida entre as qualidades temporais. A partir dessa estrutura, é possível traçar um paralelo destas oscilações com a concepção do tempo proposta por Santo Agostinho, que o vê como o continuum, sem fronteiras entre passado, presente e futuro. No filme de Walter Lima Jr., dirigido em 1997, há uma coreografia temporal que faz com que as personagens sofram alterações de um contexto a outro. [...].



página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
Pesquisar (apenas um termo por linha):
no campo:
 
1     
2   
3