logo

Termo(s) de pesquisa:
OR_Angeluccia Bernardes Habert []
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: AZEVEDO, Anna Maria

Título: A potência da imagem-ruína na poética do cinema

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação Social - Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

Grau: Mestrado

Data de defesa: 11.08.2014

AutorAZEVEDO, Anna Maria
TítuloA potência da imagem-ruína na poética do cinema
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação Social, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação Social
GrauMestrado
Data de entrega2014
Data de defesa11.08.2014
Descrição físicav.1; 93 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontemaxwell.vrac.puc-rio.br
ResumoCom base na experiência do autor como realizador de filmes feitos com imagens encontradas -found footage-, a dissertação procura identificar as razões que levam cineastas inseridos em um contexto social contemporâneo a dispensarem registros cinematográficos autorais e optarem por fragmentos de formatos e origens diversos. Parte-se do pressuposto de que a escolha da imagem do outro potencializa liberdade poética e conceitual ao artista em seu discurso sobre os tempos atuais e expressos nos filmes montados a partir da apropriação de imagens-ruína. Nesse movimento, busca-se a identidade fraturada, característica que se acentua na produção cinematográfica a partir dos anos 90, concomitante ao processo de revisão histórica pela qual o mundo passa. Nesse âmbito, as noções de apropriação, ressignificação, modernidade, ruína, memória e arquivo serão vistas sob a perspectiva histórica e da prática cinematográfica.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



2 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: RIOS, Tiago Lopes

Título: O cinema arqueológico de Patricio Guzman

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação Social - Programa de Pós-Graduação em Comunicação

Grau: Mestrado

Data de defesa: 29.04.2014

AutorRIOS, Tiago Lopes
TítuloO cinema arqueológico de Patricio Guzman
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação Social, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação
GrauMestrado
Data de entrega2014
Data de defesa29.04.2014
Descrição físicav.1; 107 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontemaxwell.vrac.puc-rio.br
ResumoA partir do olhar sobre dois filmes de Patricio Guzmán realizados no Chile após o fim da ditadura de Pinochet (1973-1990) - Chile, memória obstinada (1997) e Nostalgia da Luz (2010) -, discute-se como ele desenvolve uma narrativa mais pessoal – sua guinada subjetiva e reflexiva sobre a história -, considerando, com particular atenção, a memória de seu país. Seus filmes expõem - o gesto arqueológico - não somente narrativas como que soterradas na memória dos entrevistados, que foram omitidas para as novas gerações, mas também a construção de atos corporais de memória e objetos comemorativos. [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



3 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: CARVALHO, José Mariani de Sá

Título: O processo de criação do personagem no documentário

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação - Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

Grau: Doutorado

Data de defesa: 16.03.2018

AutorCARVALHO, José Mariani de Sá
TítuloO processo de criação do personagem no documentário
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação Social
GrauDoutorado
Data de entrega2018
Data de defesa16.03.2018
Descrição físicav.1; 174 f.; ilustrado com 162 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontemaxwell.vrac.puc-rio.br
ResumoA presente tese busca uma reflexão acerca da realização do cinema documentário, centrado na análise de filmes. A metodologia adotada para abordar este tema é focada na questão da autoria, a autoridade do diretor. Observa-se que o analista é essencialmente um espectador diante do filme projetado, trabalhando com ferramentas teóricas associadas à sua memória (experiência) e sensibilidade. Busca-se aqui a adequação da análise às referências teóricas que auxiliam a leitura e interpretação do texto fílmico. Parte-se do princípio de que a criação do personagem está no centro do processo de realização do cinema documentário, onde a autoridade do diretor aparece na concepção dada ao personagem, estabelecendo as conexões entre a estrutura da narrativa e o dispositivo de filmagem. Os personagens assim existem nas narrativas não ficcionais. No caso do filme documentário o personagem tem uma configuração específica, uma dupla camada, sendo ao mesmo tempo ator social e personagem criado, de modo adequado à narrativa.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



4 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: CANUTO, Roberta Ellen

Título: Alberto Cavalcanti: Homem Cinema

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação - Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

Grau: Doutorado

Data de defesa: 25.04.2018

AutorCANUTO, Roberta Ellen
TítuloAlberto Cavalcanti: Homem Cinema
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação Social
GrauDoutorado
Data de entrega2018
Data de defesa25.04.2018
Descrição físicav.1; 281 f.; ilustrado com 83 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
FilmografiaFilmografia (p.260)
Fontepucrj.br
ResumoEsta pesquisa investiga o cinema realizado por Alberto Cavalcanti, sua herança e a presença de traços conceituais e estéticos de sua obra na cinematografia italiana do pós-guerra. Existem duas características centrais que indicam similaridades entre o cinema realizado por Cavalcanti e o Neorrealismo: a priori, os aspectos sociais e poéticos intensos de seu trabalho, principalmente em sua fase francesa, em filmes como Rien que les heures (1926) e, mais tarde, mais explicitamente no cinema documental inglês em filmes como Coalface (1935). E a posteriori, o fato de Cavalcanti romper com as fronteiras entre documentário e ficção, desde de Rien que les heures e , sobretudo, na sua fase na General Post Office Film Unit. A partir dessas premissas, será possível uma análise das raízes do cinema moderno, historicamente creditadas ao Neorrealismo Italiano.
ObservaçãoO título também aparece como Alberto Cavalcanti: Cinema-Man.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



5 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: SILVA, Andrea Pinto

Título: A busca estética de Lucrecia Martel: o corpo como experiência do sensível e da existência

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: - Mestrado em Comunicação

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2007

AutorSILVA, Andrea Pinto
TítuloA busca estética de Lucrecia Martel: o corpo como experiência do sensível e da existência
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007
Instituição/ProgramaMestrado em Comunicação
GrauMestrado
Data de defesa2007



6 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: TUPIASSU, Lúcia Ferreira

Título: O Eldorado de Herzog: a busca por imagens absolutas e verdades intensificadas

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

Grau: Mestrado

Data de defesa: 07.04.2010

AutorTUPIASSU, Lúcia Ferreira
TítuloO Eldorado de Herzog: a busca por imagens absolutas e verdades intensificadas
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação Social
GrauMestrado
Data de entrega2010
Data de defesa07.04.2010
Descrição físicav.1; 104 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontemaxwell.vrac.puc-rio.br
ResumoPartindo da leitura de dois filmes de Werner Herzog realizados na Amazônia, Aguirre - A Cólera dos Deuses (1972) e Fitzcarraldo (1982), pretende-se identificar a busca por imagens absolutas na natureza e por verdades intensificadas através da arte. O conceito de verdades extáticas articula algumas questões centrais deste trabalho, tais como as tensões entre ética e estética na arte, a autoria no cinema, as peculiaridades do cineasta alemão e, ainda, a representação do espaço amazônico no cinema.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



7 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: MORAES, Lilian Saback de Sá

Título: A autorrepresentação das favelas: a criação de mundos possíveis por sujeitos heterotópicos

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação Social - Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

Grau: Mestrado

Data de defesa: 24.03.2010

AutorMORAES, Lilian Saback de Sá
TítuloA autorrepresentação das favelas: a criação de mundos possíveis por sujeitos heterotópicos
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação Social, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação Social
GrauMestrado
Data de entrega2010
Data de defesa24.03.2010
Descrição físicav.1; 93 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontedbd.puc-rio.br / maxwell.vrac.puc-rio.br
ResumoEste trabalho faz uma reflexão sobre a autorrepresentação da favela a partir da produção audiovisual feita por jovens moradores de favelas do Rio de Janeiro. O estudo investiga a capacitação por meio de núcleos de audiovisual instalados dentro das comunidades, a produção e o conteúdo dos filmes, o diálogo da favela com os recursos humanos e materiais do mercado audiovisual e da academia para pensar a constituição de sujeitos heterotópicos dispostos a criar estratégias que permitam a sua inserção no mercado cinematográfico.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



8 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: OLIVEIRA FILHO, Fernando Henrique de Meneses

Título: Eduardo Coutinho: jogo de memória - uma análise do filme O Fim e o começo

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação Social - Mestrado em Comunicação Social

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2008

AutorOLIVEIRA FILHO, Fernando Henrique de Meneses
TítuloEduardo Coutinho: jogo de memória - uma análise do filme O Fim e o começo
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação Social, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaMestrado em Comunicação Social
GrauMestrado
Data de entrega2008
Data de defesa2008
Descrição físicav.1; 163 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontepuc-rio.br
ResumoEsta dissertação investiga a forma como aparecem os relatos dos personagens no filme O fim e o princípio, do documentarista Eduardo Coutinho, bem como as consequências que isto tem na representação da alteridade dentro do documentário contemporâneo brasileiro. Para a cinematografia nacional, Coutinho consagrou-se após o lançamento do documentário Cabra marcado para morrer (1984), no qual retoma um antigo projeto do CPC (Centro Popular de Cultura), interrompido em 1964, devido ao início da ditadura militar no país. Desde então, o resgate da memória apresenta-se como o cerne da obra do diretor, e, no filme O fim e o princípio (2005), assume características específicas, entre as quais a prevalência dos atos de falas dos personagens, na maioria idosos, num ambiente rural. Este trabalho propõe uma análise do filme O Fim e o princípio em relação ao problema da representação da alteridade nos documentários contemporâneos brasileiros. Em diálogo com téoricos vinculados, principalmente, à pragmática e ao cinema, esta pesquisa tenta compreender a forma como é estruturado o filme - como representação das trocas linguísticas - e suas possíveis consequências na constituição de uma memória, não só da fala ordinária do homem comum, mas das formas de agir deste homem sertanejo em extinção.



9 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: COSTA, Cândida Maria Monteiro Rodrigues da

Título: Em busca de Luiz Sérgio Person: um cineasta na contramão - 1960-1976

Orientador: Angeluccia Bernardes Habert

Universidade: Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Instituição/Programa: Departamento de Comunicação Social - Programa de Pós-Graduação em Comunicação Social

Grau: Mestrado

Data de defesa: 31.03.2006

AutorCOSTA, Cândida Maria Monteiro Rodrigues da
TítuloEm busca de Luiz Sérgio Person: um cineasta na contramão - 1960-1976
OrientadorAngeluccia Bernardes Habert
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - Departamento de Comunicação Social, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação Social
Abragência do estudo1960-1976
GrauMestrado
Data de entrega2006
Data de defesa31.03.2006
Descrição físicav.1; 143 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontepuc-rio.br
ResumoA proposta dessa pesquisa é situar a obra do cineasta paulista Luiz Sérgio Person (1936-1976) no cenário cultural brasileiro dos anos 60. O documentário que sua filha, Marina Person, realiza para entender a perda do pai é o ponto de partida do estudo. O filme Person (1999) traz questões sobre o resgate da memória, a constituição da identidade e a subjetividade da narrativa autobiográfica. Do filme emerge a obra desse original relaizador que promove uma virada temática no cinema brasileiro de sua época. Person inaugura a problemática do homem de classe média urbano, vítima do desenvolvimento econômico. Na sua trajetória destacam-se os debates travados sobre o conceito nacional-popular, o movimento do Cinema Novo, o cinema de autor e ainda o cinema do Terceiro Mundo. Tais debates colocam Person na contramão de sua época, e enquadram o universo dese estudo.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
Pesquisar (apenas um termo por linha):
no campo:
 
1     
2   
3