logo

Termo(s) de pesquisa:
OR_Acir Dias da Silva []
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: PEDROLO, Fabiana Maceno Domingos

Título: Faces e interfaces do cinema de poesia: a insustentável leveza de ser e a forma lírica de narrar a liberdade

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: Centro de Educação, Comunicação e Artes - Programa de Pós-Graduação em Letras

Grau: Mestrado

Data de defesa: 26.02.2018

AutorPEDROLO, Fabiana Maceno Domingos
TítuloFaces e interfaces do cinema de poesia: a insustentável leveza de ser e a forma lírica de narrar a liberdade
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná - Centro de Educação, Comunicação e Artes, Cascavel
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Letras
GrauMestrado
Data de entrega2017
Data de defesa26.02.2018
Descrição físicav.1; 85 f.
DisponibilidadeBiblioteca Unioeste
Fontetede.unioeste.br
ResumoA presente pesquisa apresenta uma análise da obra cinematográfica A Insustentável Leveza do Ser (1987), direção de Philip Kaufman, filme baseado na obra literária homônima, do escritor tcheco Milan Kundera. Partindo de suas personagens principais – Tereza, Tomaz, Sabina e Franz –, foram elencadas as características preponderantes dessas personagens visando um comparativo entre elas no que tange à percepção de liberdade que cada uma apresenta, bem como aos aspectos inerentes ao cinema de poesia presentes nessa produção que auxiliam na construção dos sentidos imagéticos e literários.[...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



2 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: ARAÚJO, Mayara Regina Pereira Dau

Título: Jogos combinatórios em Julio Cortázar: da arte da memória e do cinema

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: Centro de Educação, Comunicação e Artes - Programa de Pós-Graduação em Letras

Grau: Doutorado

Data de defesa: 08.03.2018

AutorARAÚJO, Mayara Regina Pereira Dau
TítuloJogos combinatórios em Julio Cortázar: da arte da memória e do cinema
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná - Centro de Educação, Comunicação e Artes, Cascavel
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Letras
GrauDoutorado
Data de entrega2018
Data de defesa08.03.2018
Descrição físicav.1; 223 f.
DisponibilidadeBiblioteca Setorial
Fontetede.unioeste.br
Resumo[...] Nesse sentido, analisamos a transposição de alguns contos de Julio Cortázar para o cinema, buscando perceber a perspectiva abordada por cada diretor e a forma como cada autor tratou esse aspecto combinatório da obra literária de Cortázar no cinema. Os filmes trabalhados foram: Jogo Subterrâneo (2005) de Roberto Gervitz, Weekend à Francesa (1967) de Jean-Luc Godard e Blow-Up – Depois daquele beijo (1966) de Michelangelo Antonioni. Após essa caminhada, que não ocorreu linearmente, sendo necessários alguns rompimentos, retomadas, desvios e bifurcações, acreditamos ter demonstrado como a Literatura se constrói enquanto uma Arte da Memória contemporânea na obra de Julio Cortázar, uma grande combinatória de sentidos. Para refletir sobre tantas questões heterogêneas nos baseamos em teóricos que tratam da memória como Frances Yates (2007) e Aleida Assmann (2011). Antoine Compagnon (1996) e Tiphaine Samoyault (2008) nos ajudaram a pensar na intertextualidade enquanto memória da literatura. E sobre a arte do cinema Robert Stam (1981; 2008), Susan Sontag (1987, 2009) e Milton José de Almeida (1999; 2005) foram essenciais, entre outros teóricos importantes. Ao final dessa jornada ficou claro que a obra de Julio Cortázar é um gatilho para a memória e a criação. O autor não nos dá nada pronto e por meio de seus jogos combinatórios percebemos o quanto sua literatura é plurissignificativa.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



3 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: MROGINSKI, Sheyla Sabino da Silva

Título: As vozes da morte em O Sétimo selo: aproximações culturais

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: - Mestrado em Letras, Linguagens e Sociedade

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2009

AutorMROGINSKI, Sheyla Sabino da Silva
TítuloAs vozes da morte em O Sétimo selo: aproximações culturais
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2009
Instituição/ProgramaMestrado em Letras, Linguagens e Sociedade
GrauMestrado
Data de defesa2009



4 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: LOPES, Adriana Goreti de Oliveira

Título: O enigma da esfínge: a emergência do mito de Ulisses na arte e no cinema sob a interface Junguiana

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: Centro de Educação, Comunicação e Artes - Programa de Pós-Graduação em Letras

Grau: Doutorado

Data de defesa: 24.04.2020

AutorLOPES, Adriana Goreti de Oliveira
TítuloO enigma da esfínge: a emergência do mito de Ulisses na arte e no cinema sob a interface Junguiana
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná - Centro de Educação, Comunicação e Artes, Cascavel
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Letras
GrauDoutorado
Data de entrega2020
Data de defesa24.04.2020
Descrição físicav.1; 253 f.; ilustrado com 179 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca Unioeste
Fontetede.unioeste.br
ResumoEsta tese tem por objetivo investigar a narrativa mítica presente em diversas artes como o cinema, a literatura e suas inter-relações com a interface da Psicologia Analítica, relacionando a jornada de Ulisses, das obras de Homero e James Joyce, com os pressupostos metodológicos da literatura comparada. O corpus da pesquisa é constituído pelo escopo teórico da obra de Homero, A Odisseia; os filmes E aí, meu irmão, cadê você?, dirigido pelos irmãos Joel e Ethan Coen em 2000; Brazil, o filme: do outro lado do sonho, de 1985 por Terry Giliam e O Lobo da Estepe, dirigido pelo americano Fred Haines, em 1974. Estes filmes são pertencentes ao gênero introvertido. O último filme analisado será Bloom: toda uma vida em um único dia. Uma adaptação da Obra Ulisses, de James Joyce, de 2003, representando o gênero extrovertido. [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



5 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: EDOARDO, Laysmara Carneiro

Título: Imaculada concepción: a construção de imagens corpos-femininos em La femme et le pantin

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Letras

Grau: Mestrado

Data de defesa: 16.03.2010

AutorEDOARDO, Laysmara Carneiro
TítuloImaculada concepción: a construção de imagens corpos-femininos em La femme et le pantin
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Letras
GrauMestrado
Data de entrega2010
Data de defesa16.03.2010
Descrição físicav.1; 52 f.
DisponibilidadeBiblioteca Unioeste
Fontetede.unioeste.br
ResumoEste estudo tem como mote a reflexão sobre a construção do corpo feminino no interior de algumas formas ficcionais que remetem a diferentes elaborações estéticas da imagem. Já que a narração literária também afirma descrições imagéticas de personagens, ambientes e estados psicológicos, tomou-se a personagem Conchita, do romance La femme et le pantin (1898), de autoria de Pierre Louÿs, no intento de discutir as diferentes representações do feminino, recorrendo-se à mitologia, à pintura, ao cinema e à fotografia, intermediados pela iconografia e iconologia, bem como por personagens-chave do imaginário ocidental, sustentando-se que tais representações são parte da construção imagética, não só do corpo, como também do desejo e da sedução. Neste sentido, as relações entre as traduções fílmicas do romance The devil is a woman (Von Sternberg, 1935), La femme et le pantin (Duvivier, 1959) e Cet obscure object du desir (Buñuel, 1977) e as interpretações sobre o contexto da obra literária de Louÿs remetem ainda aos escólios esquizo-analíticos de Deleuze e Guattari, no intuito de problematizar as afinidades e incursões do desejo no interior das representações sobre o feminino no decorrer dos tempos abarcados neste trabalho.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



6 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: CANTARELA, Roberta

Título: Tinturas do drama: imagens e memórias em Gata em teto de zinco quente

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: - Mestrado em Linguagem e Sociedade

Grau: Mestrado

Data de defesa: 2011

AutorCANTARELA, Roberta
TítuloTinturas do drama: imagens e memórias em Gata em teto de zinco quente
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel
Instituição/ProgramaMestrado em Linguagem e Sociedade
GrauMestrado
Data de entrega2011
Data de defesa2011
Descrição físicav.1; 103 f.
DisponibilidadeBiblioteca Unioeste
Fonteunioeste.br



7 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: SIRINO, Salete Paulina Machado

Título: A materialização do real nas obras literárias e fílmicas S. Bernardo, Vidas secas e Memórias do cárcere

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: - Programa de Pós-Graduação em Letras

Grau: Doutorado

Data de defesa: 04.04.2014

AutorSIRINO, Salete Paulina Machado
TítuloA materialização do real nas obras literárias e fílmicas S. Bernardo, Vidas secas e Memórias do cárcere
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Letras
GrauDoutorado
Data de entrega2014
Data de defesa04.04.2014
Descrição físicav.1; 172 f.
DisponibilidadeBiblioteca UNIOESTE
Fontetede.unioeste.br
ResumoNesta pesquisa, de caráter analítico e bibliográfico, objetiva-se o estudo da materialização do real nos romances S. Bernardo (1934), Vidas Secas (1938) e Memórias do Cárcere (1953), de Graciliano Ramos, bem como nas traduções destes romances ao cinema por Leon Hirszman de SÃo Bernardo, em 1972, de Nelson Pereira dos Santos em Vidas Secas, em 1963 e Memórias do Cárcere, em 1984. No contexto do Realismo Crítico, por meio de análises de aspectos inerentes à composição da estrutura literária do narrador, enredo, personagens, tempo e espaço e e dos artifícios da produção da imagem fílmica e relacionados aos trabalhos das equipes de direção, arte e fotografia, durante a etapa de filmagem, pretende-se compreender como imagens do real são materializadas em narrativas literária e fílmica nas referidas obras. [...]
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



8 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: NATH, Silvana

Título: Lucíola, Ana Karenina e A Dama das Camélias no vale das lágrimas na literatura e no cinema

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: - Mestrado em Linguagem e Sociedade

Grau: Mestrado

Data de defesa: 10.02.2011

AutorNATH, Silvana
TítuloLucíola, Ana Karenina e A Dama das Camélias no vale das lágrimas na literatura e no cinema
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel
Instituição/ProgramaMestrado em Linguagem e Sociedade
GrauMestrado
Data de entrega2010
Data de defesa10.02.2011
Descrição físicav.1; 185 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central Unioeste
Fontecapes.gov.br / tede.unioeste.br
ResumoEste estudo está pautado nas obras literárias e fílmicas Anna Karenina, A Dama das Camélias e Lucíola, em que se estabelece a relação entre as respectivas personagens com as imagens de algumas mulheres consideradas santas pela igreja católica, cujo recorte centra-se nos temas do amor, da dor, das lágrimas, da memória, do esquecimento, do êxtase e da morte. Busca-se compreender como a dor e as lágrimas são sentimentos que produzem ambiguidade em seus sentidos, pois, ao mesmo tempo em que reportam ao sofrimento, também exprimem o prazer, o gozo e o êxtase. A dor está vinculada às lembranças do passado, ou seja, é a manifestação da memória em suas consciências mostrando-lhes a impossibilidade de permanência, ou mesmo de futuro na sociedade à qual pertencem. Por outro lado, esse sentimento também lhes causa prazer e êxtase ao se visualizarem como vítimas do meio social. Analisa-se a imagem da mulher sofredora, cujo sofrimento é proveniente do amor não correspondido, ou mesmo da impossibilidade de amar e de ser amada de forma íntegra e completa.[...] Enfim, a análise desta pesquisa centra-se na intersecção entre as personagens femininas presentes em diferentes obras de arte, ou seja, as obras literárias, fílmicas, pinturas e esculturas, intersecção que nos permite examinar e refletir acerca dos temas da dor, das lágrimas, da morte e da manifestação da memória e do esquecimento em diferentes contextos sociais e históricos que envolvem distintas personagens, na perspectiva de compreender como as lágrimas e a dor exercem o poder purificador, levando-as à regeneração e à esperança de vida após a morte, conforme prega o catolicismo.
ObservaçãoCinco anexos com transcrição de cartas (p.180-5).
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar

Conteúdo eletrônico



9 / 9
Selecionar
Imprimir
Clique para ver +

Autor: PIATTI, Deise Ellen

Título: Que os vossos olhos sejam atendidos

Orientador: Acir Dias da Silva

Universidade: Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Instituição/Programa: - Mestrado em Letras-Linguagem e Sociedade

Grau: Mestrado

Data de defesa: 01.03.2009

AutorPIATTI, Deise Ellen
TítuloQue os vossos olhos sejam atendidos
OrientadorAcir Dias da Silva
UniversidadeUniversidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel
Instituição/ProgramaMestrado em Letras-Linguagem e Sociedade
GrauMestrado
Data de entrega2009
Data de defesa01.03.2009
Descrição físicav.1; 116 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central Unioeste
Fontecapes.gov.br / unioeste.br
ResumoEste trabalho constitui um conjunto de encontros firmados por meio da Linguagem e da Memória. Memória Estética, rememorações minhas, Imagens Agentes e as de Lavoura Arcaica (1975), romance de Raduan Nassar, bem como as de sua tradução para o cinema (2001), do diretor Luiz Fernando Carvalho, são imagens que motivaram este estudo. Do filme e do romance, foram selecionadas as imagens do Pai, Iohána, e a do filho pródigo, André, acerca das quais busquei formas que, por meio da linguagem, pudessem atualizá-las de outros espaços e de outros tempos. Em cada uma das aparições dessas imagens verifico um movimento ascendente que visa apresentar o significado de sempre, razão pela qual as denomino de Imagens Agentes. As imagens do Pai e a de André são estudadas nos Capítulos I e II, respectivamente. No Capítulo III observo que o processo de Tradução é o elemento que constitui a expressão do mais íntimo relacionamento das línguas entre si, sendo, pois, por meio desse processo que o romance de Nassar é transposto para outro texto, a saber: o texto cinematográfico, que é o filme homônimo de Luiz Fernando Carvalho. Nesse processo de tradução busco ainda compreender os elementos que caracterizam o cinema de poesia.



página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
Pesquisar (apenas um termo por linha):
no campo:
 
1     
2   
3