logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20200303033104
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorSOBRAL, Kátia Antunes
TítuloA investigação da geografia fílmica a partir do ordenamento tópico no cinema
OrientadorMauro Luiz Peron
UniversidadePontifícia Universidade Católica de São Paulo - Faculdade de Ciências Sociais, São Paulo
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Geografia
GrauMestrado
Data de entrega2016
Data de defesa12.05.2016
Descrição físicav.1; 72 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCSP
Fontepucsp.br
ResumoO presente estudo é uma investigação geográfica do cinema, a partir do seu ordenamento tópico, ou seja, da localização dos elementos no lugar fílmico (imagem). Assim, a localização no cinema é analisada a partir da geograficidade, ou seja, da Geografia Fílmica. Esta Geografia Fílmica é o ordenamento tópico do cinema a partir do lugar fílmico (a imagem), construída através das técnicas de filmagem, como: a iluminação, as cores, o enquadramento e a velocidade da câmera, bem como, das técnicas de montagem, relacionada à distribuição, à ordem de escala e o distanciamento dos elementos entre si e destes com o espectador. A fim de exemplificar estas premissas a Geografia Fílmica e sua importância para a análise geográfica do mundo analisaram-se as seguintes filmografias: Rastros de Ódio (The Searchers, EUA, 1956, 120 minutos. Direção: John Ford), O Pagador de Promessas (Brasil, 1962, 97 minutos. Direção: Anselmo Duarte), Janela Indiscreta (Rear Window, Estados Unidos, 1954, 114 minutos. Direção: Alfred Hitchcock), A Greve (Statchka, União Soviética, 1924, 82 minutos. Direção: Serguei Eisenstein) e Deus e o Diabo na Terra do Sol (Brasil, 1964, 110 minutos. Direção: Glauber Rocha).
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)