logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20200209033401
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorCHAMPANGNATTE, Dostoievski Mariatt de Oliveira
TítuloA escola e o professor no cinema brasileiro contemporâneo: discursos e hegemonia a partir dos conceitos da indústria cultural
OrientadorRaquel Goulart Barreto
UniversidadeUniversidade do Estado do Rio de Janeiro - Faculdade de Educação, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Educação
GrauDoutorado
Data de entrega2013
Data de defesa13.12.2013
Descrição físicav.1; 186 f.
DisponibilidadeBiblioteca UERJ
Fontebdtd.uerj.br
ResumoEsta pesquisa tem como objeto de estudo filmes brasileiros contemporâneos que têm professores e/ou a escola como personagens/cenários em seus conteúdos. Para a análise desses filmes, realiza-se, inicialmente, a apresentação do desenvolvimento da atividade cinematográfica no Brasil e seu funcionamento como indústria, a partir de três etapas: produção, distribuição e exibição. Todas essas etapas envolvem grandes investimentos que podem ser públicos ou privados. [...] No intuito de explicitar, ainda mais, a importância dos interesses ideológicos, busca-se o conceito de hegemonia, de Gramsci, a partir do qual se afirma que a indústria cultural pode funcionar como um aparelho privado de hegemonia, contribuindo para hegemonizar valores comuns aos parceiros. No Brasil, o foco está posto nas Organizações Globo como indústria cultural e aparelho privado de hegemonia, com a discussão de suas práticas econômicas e sociais. A Globo Filmes é a empresa das Organizações Globo responsável pelo cinema, atuando na produção e divulgação de filmes nacionais. Os filmes escolhidos para análise nesse trabalho foram produzidos ou apoiados por essa empresa e são eles: Verônica (2009), Uma Professora Muito Maluquinha (2011) e Qualquer gato vira-lata (2011). Todos eles têm o professor como personagem principal e os dois primeiros apresentam a escola como cenário. A análise do discurso na abordagem tridimensional apresentada por Fairclough é utilizada como proposta teórico-metodológica, para abordar os filmes como texto, prática discursiva e prática social, permitindo a aproximação do objeto expresso no título da tese
Acesso eletrônicoONLINE - http://www.bdtd.uerj.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=6814




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)