logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20200204064855
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorLAMHA, Camila Magalhães
TítuloCinema biopolítico: a construção do self na indústria fílmica de autoajuda dos anos 2000
OrientadorIeda Tucheman
UniversidadeUniversidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Comunicação, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura
GrauMestrado
Data de entrega2015
Data de defesa13.03.2015
Descrição físicav.1; 134 f.; Ilustrado.
DisponibilidadeBiblioteca ECO
Fonteminerva.ufrj.br
ResumoÀ luz do conceito de biopolítica de Michel Foucault, ampliado no contemporâneo por seus interlocutores, esta dissertação analisa o dispositivo da autoajuda como um fenômeno cultural de colonização do corpo e do imaginário, que articula-se à atualidade do capitalismo, onde a tarefa do indivíduo é ser um empreendedor de si mesmo. Para além da fabricação lucrativa de best-sellers no mercado editorial, a autoajuda hoje reverbera em comportamentos sociais e produtos midiáticos, como o cinema comercial. Nosso campo de observação compreende os filmes “Coach Carter - Treino para a vida” (2005), “À procura da felicidade” (2006), “Um sonho possível” (2009), “Comer, rezar, amar” (2010) e “Nosso Lar” (2010), cujas narrativas estão vinculadas a relatos de superação com caráter biográfico. É proposta deste trabalho investigar, principalmente, como essas fitas, lançadas na primeira década do novo século, são sintomáticas de um imperativo contemporâneo de práticas de gestão de si e autorrealização, que modulam nossas agendas de subjetivação.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)