logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20200204063706
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorRODRIGUES, Ana Paula Dias
TítuloAspectos da linguagem e do espetáculo cinematográfico na narrativa literária brasileira do século XX
OrientadorSérgio Vicente Motta
UniversidadeUniversidade Estadual Paulista - Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Preto
GrauDoutorado
Data de entrega2014
Data de defesa06.03.2014
Descrição físicav.1; 213 f.; Ilustrado com 20 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca UNESP-São José do Rio Preto
Fonterepositorio.unesp.br
ResumoA preocupação com os possíveis caminhos que a literatura tomaria a partir do advento e da popularização do cinematógrafo ocupou parte da crítica no início do século XX. Algumas previsões, bastante pessimistas, apontavam para a morte dos gêneros, do livro e até da literatura. No âmbito da produção literária, no entanto, podem-se observar reações diversas da literatura face à arte cinematográfica que designam desde uma adesão deliberada aos novos efeitos, procedimentos e recursos do cinema a uma negação definitiva dos elementos estéticos e éticos daquela arte. O presente trabalho reflete, no contexto da narrativa literária brasileira do século XX, os modos e os aspectos da manifestação da linguagem e do espetáculo cinematográficos na tessitura de obras canônicas e não canônicas do sistema literário nacional. O percurso investigativo em busca dos aspectos singulares no tratamento de cada obra ao problema cinematográfico e também dos elementos recorrentes apresentados por obras tão diferentes inicia-se com a análise de Pathé- Baby (1926), de António de Alcântara Machado, segue para Vidas secas (1938), de Graciliano Ramos, passa por "Cara-de-bronze" (1956), de Guimarães Rosa e termina em Maciste no inferno (1982), de Valêncio Xavier.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)