logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20200127030517
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorCUNHA, Emiliano Fischer
TítuloCinema de fluxo: filmes que pensam o Brasil
OrientadorCristiane Freitas Gutfreind
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - Faculdade de Comunicação Social, Porto Alegre
Instituição/ProgramaMestrado em Comunicação Social
GrauMestrado
Data de entrega2014
Data de defesa21.03.2014
Descrição físicav.1; 161 f.; Ilustrado.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRS
Fontepucrs.br
ResumoO objetivo desta dissertação é analisar o cinema de fluxo, compreender como o mesmo se manifestou na produção recente do Brasil e propor uma análise fílmica a partir do sensível. Para isso, em um primeiro momento, buscamos conceituar o cinema de fluxo e apreender suas principais características. Em seguida, apresentamos um debate teórico em torno da ideia de real, tempo e sensível e a construção de sentido no cinema de fluxo. Para tanto, nos apoiamos em autores como André Bazin, Gilles Deleuze, Emanuele Coccia e Jacques Rancière. Por fim, faremos uma análise, erguida sobre o conceito de figura fílmica (de Philippe Dubois), sobre um corpus composto por dois longas-metragens de ficção, representantes do cinema de fluxo brasileiro: Os monstros (Pedro Diogenes, Guto Parente, Luiz Pretti e Ricardo Pretti, 2011) e Histórias que só existem quando lembradas (Julia Murat, 2011).
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)