logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20191216024937
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorMATOS, Bruno Sérvulo da Silva
TítuloA crise da palavra no centro do drama: uma leitura de Eu sei que vou te amar, de Arnaldo Jabor
OrientadorBenedita Afonso Martins
UniversidadeUniversidade Federal do Pará - Instituto de Ciências da Arte, Belém
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Artes
GrauMestrado
Data de entrega2011
Data de defesa01.01.2012
Descrição físicav.1; 125 f.
DisponibilidadeBiblioteca Artes
Fontecapes.gov.br / ufpa.br
ResumoA literatura e o cinema constituem dois campos de produção sígnica distintos cuja relação pode ser tornar possível em razão da visualidade presente nas duas linguagens. Não é de hoje que o cinema se utiliza de outra linguagens e/ou outros signos para a construção, reconstrução,criação e recriação fílmica, provocando, dessa forma, o aparecimento de uma matéria híbrida. Porém, na atualidade, esse processo de influencias/troca também ocorre de forma contrária: se antes o cinema se valia da literatura como hipotexto, desta vez, a literatura pode valer-se do cinema para sua criação narrativo-verbal. O corpus de análise será o filme e romance homônimo Eu sei que vou te amar, do cineasta, escritor, jornalista e critico Arnaldo Jabor, cujas obras exploram a linguagem cinematográfica de forma artística e também consegue, ao mesmo tempo, desenvolver seu cunho literário-poético, demonstrando assim, que a literatura pode sofrer influência do cinema.




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)