logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20191211030237
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorFREITAS, Anna Lee Rosa de
TítuloA missa bárbara rezada por Glauber Rocha num tempo que era proibido proibir
OrientadorMarília Rothier Cardoso
UniversidadePontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Letras
GrauDoutorado
Data de entrega2011
Data de defesa14.04.2011
Descrição físicav.1; 186 f.; Ilustrado com 15 imagens.
DisponibilidadeBiblioteca Central PUCRJ
Fontecapes.gov.br / puc.dbd.br
ResumoO Maio de 68 francês foi um movimento que propôs nova maneira de pensar o poder, segundo a qual não haveria mais distinção entre arte, saber e política, representando dessa forma o acontecimento da crise em toda sua potência, como espaço de imaginação e de criação. O cineasta brasileiro Glauber Rocha trabalha em afinidade com esta proposta, questionando esteticamente as instituições clássicas: ele põe em cena uma câmara em transe e personagens que explicitam a crise em seus discursos. Observa-se como os filmes de Glauber, representados neste ensaio por Terra em transe, Câncer e A idade da terra, ao apresentarem episódios desalinhados, desordenados, incongruentes, arrebentam com as formas tradicionais de contar uma história. Tal explosão da linguagem cinematográfica clássica, presente no imaginário coletivo, arranca o público de sua posição passiva de espectador, convidando-o a uma experiência transformadora. E é nesse processo de desestruturação que Glauber, utilizando-se de dinamismos espaço-temporais, se articula com a prática filosófica dos movimentos antiautoritários do Maio francês e do pós-68. Desenvolvido e divulgado no âmago do embate crítico, o pensamento do filósofo francês Gilles Deleuze constitui o fundamento teórico que sustenta esta experiência de leitura da performance de uma revolta popular em contraponto com a construção da arte-pensamento de um cineasta.
ObservaçãoAnexos com documentos da censura de Terra em transe e 1968 (p.173-8) e A Idade da terra (p.183-6); carta de Antonin Artaud (p.179) e texto de Glauber Rocha (p.180-2).
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)