logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20191125030609
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorGEA, Nara Ribeiro
TítuloAs re-significações míticas e o cinema: mitologia sagrada e profana na sétima arte
OrientadorSérgio Arruda de Moura
UniversidadeUniversidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem
GrauMestrado
Data de entrega2007
Data de defesa01.04.2007
DisponibilidadeBiblioteca UENF
Fontecapes.gov.br / dominiopublico.gov.br
ResumoO presente trabalho pretende verificar como se constitui a ciranda dos mitos. A partir do momento em que se registra uma crescente demanda do médium visual, a necessidade de narrar se transfere para a esfera cinematográfica. O cinema é aqui usado como portador de signos. Num primeiro momento explicitamos a conceituação de mito de que nos servimos. Em seguida, buscamos compreender como o conceito fundamental do filme é percebido a partir do mito e não apenas a partir dos seus conteúdos pontuais. Para isso trabalhamos com a idéia de que a percepção do mito se dá na esfera do inconsciente. A seguir usamos o método descritivo para iniciar nossas análises. Nesse momento trabalhamos com interpretações míticas que são de certa forma simbólicas, ou seja, tendem a adquirir significados mais duradouros e mais permanentes do que denotam as suas representações cultas, mas também interpretações que partem da realidade e não da simbologia. Finalmente, analisamos com maior ênfase o mito do paraíso para depreendermos como a estrutura mítica favorece a elaboração dos sentidos pelo espectador e para que sirva de modelo ao leitor de uma leitura multisignificante dos mitos no cinema.
Acesso eletrônicoONLINE - http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=177216




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)