logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20191117040410
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorCASSETARI, Mário Ricardo Vitulli
TítuloA perfomance midiatizada: o documentário Doutores da Alegria (Cinema e TV)
OrientadorGelson Santana Penha
UniversidadeUniversidade Anhembi-Morumbi, São Paulo
Instituição/ProgramaMestrado em Comunicação
GrauMestrado
Data de entrega2008
Data de defesa01.09.2008
Descrição físicav.1; 102 f.; Ilustrado.
DisponibilidadeBiblioteca Anhembi-Morumbi
Fontecapes.gov.br / portal.anhembi.br
ResumoO documentário Doutores da Alegria - o filme (2005), de Mara Mourão, nas versões para cinema e TV, permite que se observe dois fenômenos fundamentais, na contemporaneidade, para pensar a figura do palhaço: 1) a desconstrução do picadeiro do circo como espaço primordial de performance; 2) os processos de performatividade como transformadores da função social do palhaçar. No primeiro caso, trabalha-se o conceito de performance, do medievalista Paul Zumthor, a partir de duas categorias básicas que o filme de Mara Mourão deixa entrever - o registro da perfomance e a encenação da performance; no segundo, o conceito de performatividade, que temn origem no sociólogo George Yudice, permite discutir como a ONG Doutores da Alegria amplia a função social do palhaço através da estratégias de midiatização. Por meio dos dois conceitos, observa-se que a transformação do arquétipo do palhaço tornou ambíguo o ofício de palhaçar na sociedade. Assim como o espsço midiático desmaterializou o picadeiro, também alterou a função simbólica do palhaço ao deixá-lo sem um território próprio. O picadeiro agora parace estar inscrito em seu próprio corpo na medida que sua perfomance se adapta a ambiência que tem entorno ao palhaçar. Por isso, a perfomace de palhaços como os Doutores da Alegria molda-se em teatralidade e temporalidades que nascem de uma negociação com o ambiente em que estão inseridos. A partir destas constatações, foram elaboradas categorias que permitem examinar as versões do documentário segundo o prisma performativo do intrínseco e do extrínseco.




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)