logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20191112030814
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorMOURA, Adriano Carlos
TítuloA recepção do cinema intertextual e a formação do leitor
OrientadorAnalice de Oliveira Martins
UniversidadeUniversidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem
GrauMestrado
Data de entrega2010
Data de defesa01.12.2010
Descrição físicav.1; 105 f.
DisponibilidadeBiblioteca Ciências Humanas
Fontecapes.gov.br / pgcl.uenf.br
ResumoEsta dissertação é o resultado de uma pesquisa que se voltou para o estudo das relações entre literatura e cinema e para as formas de recepção da narrativa fílmica intertextual. A realização dessa tarefa fez-se a partir de uma análise do intertexto presente nos filmes Matrix (1999), Shrek (2001) e Dom (2003), escolhidos como corpus básico, e do estudo bibliográfico de autores que teorizaram sobre o intertexto, o cinema e a estética da recepção. O objetivo do trabalho é colaborar com as discussões sobre a formação de um novo tipo de leitor: o que transita num mundo onde a intertextualidade se faz presente na maioria das produções artísticas. Inicialmente, foi apresentado um estudo do intertexto amparado no conceito de dialogismo preconizado pelo filósofo Mikhail Bakhtin e no de intertextualidade introduzido pela crítica francesa Julia Kristeva. Em seguida, apresentou-se uma análise dos signos que compõem as obras em questão e das significações que o espectador pode atribuir às referências literárias presentes nos roteiros, quando não dispõe de informações acerca da origem de tais referências, destacando o papel das instituições de ensino na formação do leitor.
ObservaçãoApêndices ABC-Modelos dos questionários sobre os filmes analisados (p.93-95).




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)