logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20191107033246
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorPRADO, Antonio Teixeira do
TítuloA estética da fome em Rio, 40 graus e a cosmética da fome em Cidade de Deus
OrientadorFernando Simão Vugman
UniversidadeUniversidade do Sul de Santa Catarina, Palhoça
Instituição/ProgramaMestrado em Ciências da Linguagem
GrauMestrado
Data de entrega2007
Data de defesa09.07.2007
Descrição físicav.1; 80 f.
DisponibilidadeBiblioteca Unisul
Fontepdfs.semanticscholar.org
ResumoNo artigo "Da Estética à Cosmética da Fome", Jornal do Brasil, julho de 2001, a pesquisadora de cinema Ivana Bentes defende que está havendo, pelo cinema nacional, uma retomada dos temas do Cinema Novo como a miséria e a violência, não como forma de denúncia social para desmascarar a sociedade brasileira como acontecia no Cinema Novo, mas como uma "Cosmética da Fome", na qual miséria e violência são espetacularizadas para entreter e surgem de forma folclorizadas, paternalistas, conformista e piegas. [...]. E é por isso ela diz que no cinema brasileiro uma passagem da Estética à Cosmética da Fome. Assim, este trabalho visa verificar se há essa passagem da estética à cosmética da fome tendo como base os filmes Rio, 40 Graus (1955), de Nélson Pereira dos Santos, e Cidade de Deus (2002), de Fernando Meireles. Ambos foram rodados no Rio de Janeiro, retratam pobreza em favela e crianças negras, que são vítimas de violência e da exclusão social. O primeiro (inserido em um contexto da pós-modernidade) é ambientado no Morro do Cabuçu, onde cinco garotos descem para vender amendoim nos principais pontos turísticos da cidade num domingo de verão. O segundo ambientado na Cidade de Deus, onde as crianças vivenciam o tráfico de drogas. Rio, 40 Graus é considerado o primeiro filme a fazer denúncia social utilizando praxe neo-realista, ou seja, a utilização de não atores. Isso também ocorre em Cidade de Deus.
Acesso eletrônicoONLINE - https://pdfs.semanticscholar.org/aeb7/0ebfc8246821f394fef5670031f5dde3d961.pdf




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)