logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20190716042640
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorCHAGAS, Raimundo Luís Fortuna
TítuloArquitetura e cinema, crítica e propaganda
OrientadorAnete Régis Castro de Araújo
UniversidadeUniversidade Federal da Bahia - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Salvador
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo
GrauMestrado
Data de entrega2008
Data de defesa30.09.2008
Descrição físicav.1; 121 f.; ilustrado.
DisponibilidadeBiblioteca Central Ufba
Fonterepositorio.ufba.br
ResumoEste trabalho é sobre a relação entre cinema e arquitetura. Investiga a representação da arquitetura no cinema, com ênfase na crítica e na propaganda à arquitetura modernista. Seu principal objetivo é compreender, através de uma pesquisa baseada em filmes como fonte primária, e na literatura já disponível sobre o assunto, como essas duas artes se interconectam. Inicialmente, é estudado, de uma maneira geral, o papel da arquitetura nos filmes desde o advento do cinema, abordando aspectos como: o arquiteto personagem, espaços reais ou construídos e ainda a utilização de elementos arquitetônicos na construção simbólica da narrativa. Para entender como se deu a propaganda e crítica da arquitetura modernista no cinema, foram analisados quatro filmes: Vontade Indômita, de King Vidor, Lar, Meu Tormento, de H.C. Potter, ambos de 1948 e, Meu Tio (1958) e Playtime, Tempo de Diversão (1967), ambos de Jacques Tati.
Acesso eletrônicoONLINE - https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/11985




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)