logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20190104030333
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorLEIVA FILHO, João Oswaldo
TítuloB-a-ba cinematográfico
OrientadorEduardo Leone
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Escola de Comunicações e Artes, São Paulo
GrauMestrado
Data de entrega1991
Data de defesa1991
Descrição físicav.1; 224 f.
DisponibilidadeBiblioteca ECA
Fontededalus.usp.br
ResumoA linguagem clássica e uma das pedras fundamentais da história do cinema. Foi através de seu desenvolvimento, conquistanto definitivamente o dominio da narrativa, que o cinema conseguiu se firmar como a sétima das artes, encontrando campo para a formação do que chegou a ser uma das maiores indústrias da primeira metade do século. De narrativa vamos bem, obrigado. Mas nossa visão, o olhar... É como se o cinema tivesse se transformado num imenso signo, num pretexto, para se colocarem, para declararem esta ou aquela opinião. Desta forma, a linguagem acabou sendo colocada para escanteio. A base de articulação da linguagem passou a ser elemento decorativo na discussão da critica. O produto final de um trabalho, seja ele narrativo ou não, tem que passar pelo processo de elaboração de uma linguagem. Muitos foram os trabalhos que através da estrutura narrativa acabaram por mostrar a importância de uma atenção especial para com os primeiros passos na elaboração de qualquer forma de discurso ou manifestação artística (narrativa ou não).




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)