logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20181225055122
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorDUTRA, Eliane Aparecida
TítuloCidade de Deus: a banalização da violência como discurso
OrientadorPedro de Souza
UniversidadeUniversidade Federal de Santa Catarina - Centro de Comunicação e Expressão, Florianópolis
Instituição/ProgramaMestrado em Literatura
GrauMestrado
Data de entrega2005
Data de defesa01.09.2005
Descrição físicav.1; 90 f.
DisponibilidadeBiblioteca Universitária
Fontecapes.gov.br / repositorio.ufsc.br
ResumoO filme Cidade de Deus surgiu em 2002, foi realizado pelo cineasta Fernando Meirelles. O filme dividiu a crítica brasileira e conquistou o público (3,2 milhões de pessoas foram às salas de cinema). Cidade de Deus é também o livro de Paulo Lins, que foi editado em 1997, resultado de uma dissertação de mestrado. O livro é considerado pelo autor um romance, mas baseado em fatos reais. Acompanha o desenvolvimento da criminalidade em uma comunidade na Zona Oeste carioca nos anos 1960,e acompanha a escalada de violência naquele lugar. Esta dissertação de mestrado pretende detectar e analisar os elementos do discurso da banalização e mostrar como a violência, e seus efeitos danosos, podem tornar-se, em Cidade de Deus, entretenimento e espetáculo. Para alcançar seu objetivo esta pesquisa irá adentrar o discurso inerente à Cidade de Deus, tanto em livro como em filme, e analisa-lo sob a perspectiva da opinião da mídia e da crítica cultural concernente, ao assunto, para mostrar que, na realidade, o princípio ético e político está não no que é mostrado, mas como é mostrado.
Acesso eletrônicoONLINE - Clique para acessar




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)