logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20181201054845
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorLIMA, Eduardo Sperduti
TítuloA reescritura cinematográfica de Vidas secas: relações entre um livro mudo e um filme nu
OrientadorLídia Fachin
UniversidadeUniversidade Estadual Paulista - Faculdade de Ciências e Letras, Araraquara
GrauMestrado
Data de entrega2003
Data de defesa01.02.2003
Descrição físicav.1; 128 f.
DisponibilidadeBiblioteca Unesp-Araraquara; Biblioteca FFLCH
Fontecnpq.br / capes.gov.br
ResumoEste trabalho trata da adaptação cinematográfica da literatura: isto é, de histórias que são recontadas através do suporte audiovisual; é um estudo comparativo da obra cinematográfica Vidas secas, de Nelson Pereira dos Santos, enquanto tradução da obra literária homônima de Graciliano Ramos. Apresenta uma análise do signo fílmico e esclarece as possibilidades da enunciação cinematográfica. Por isso, encontra na obra traduzida diferenças que são consideradas resultantes da mudança de suporte e ocorrem, como demonstra, na impossibilidade de dois seres humanos atribuirem aos significantes uma significação idêntica. Portanto em toda tradução há a intromissão do tradutor que a deixa marcada de sua maipulação. Nelson Pereira, apesar de afirmar sua "fidelidade", reestrutura toda a configuração de signos para contar a "mesma história" de Graciliano Ramos a seu modo.




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)