logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20181108052142
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorPAIVA, Samuel José Holanda de
TítuloA figura de Orson Welles no cinema de Rogério Sganzerla
OrientadorRubens Luis Ribeiro Machado Júnior
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Escola de Comunicações e Artes, São Paulo
Abragência do estudo1960-2003
GrauDoutorado
Data de entrega2005
Data de defesa05.05.2005
Descrição físicav.2; 388 f.
DisponibilidadeBiblioteca ECA
Fontededalus.usp.br
PublicaçãoPAIVA, Samuel. A figura de Orson Welles. São Paulo, Alameda, 2018.
NotasAnexo com as fichas técnicas dos filmes analisados (p.385).
ResumoA relação intertextual do cinema de Rogério Sganzerla (1946-2004) com a obra de Orson Welles (1915-1985) revela uma intensa e gradual aproximação, culminando em uma tetralogia de filmes cujo argumento está relacionado à experiência de It´s all true (1942)um projeto cinematográfico concebido no contexto da Política de Boa Vizinhança. Refletindo sobre esse projeto dirigido em sua maior parte por Orson Welles, Sganzerla realiza quatro filmes: Nem tudo é verdade (1986), A Linguagem de Orson Welles (1991), Tudo é Brasil (1998) e O signo do caos (2003), que constituem cronologicamente a última fase de sua produção. Entretanto, desde muito antes a figura do cineasta americano está presente nos trabalhos do cineasta brasileiro. Isso é verificável tanto nos textos que, desde os anos 1960, Sganzerla escreveu como crítico de cinema em diversos jornais de São Paulo, como também nos filmes que ele realizou, inclusive, O bandido da luz vermelha (1968), seu primeiro longa-metragem. Como ponto-chave da intertextualidade na obra dos dois artistas, nesta tese é discutida a questão da alteridade nacional. Para tanto, o principal parâmetro são as noções de "ocupante" e "ocupado", propostas por Paulo Emilio Salles Gomes, no ensaio Cinema: trajetória no subdesenvolvimento. Em tal panorama, o principal objetivo é investigar os sentidos implicados na construção de Orson Welles como uma figura que se desloca ao longo da obra de Sganzerla. E para tanto a interpretação figura I, como a compreende Erich Auerbach, constitui o principal instrumento de investigação [...]
ObservaçãoA numeração entre os volumes é contínua.




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)