logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20181025074707
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorSANTORO, Paula Freire
TítuloA relação da sala de cinema com o espaço urbano em São Paulo: do provincianismo ao cosmopolita
OrientadorRegina Maria Prosperi Meyer
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, São Paulo
Abragência do estudo1900-1960
GrauMestrado
Data de entrega2004
Data de defesa03.11.2004
Descrição físicav.1; 353 f.; Com fotos, 18 mapas, 6 tabelas e 6 gráficos.
DisponibilidadeBiblioteca FAU
Fontededalus.usp.br
NotasAnexo 1 com a listagem das diversões que haviam em São Paulo de 1897-1914 (p.297-313)
Anexo 2 com a listagem dos cinemas (p.314-36) e Anexo 3 com a listagem dos cinemas entre 1960-90 (p.337-53).
ResumoPara analisar a evolução da relação das salas de cinema com o espaço urbano em São Paulo, esta pesquisa pressupõe que tal vinculação - entre o edificado (sua arquitetura) e a situação em que está inserido (o urbano) - remete a uma idéia de cidade. O estudo busca apurar os diferentes papéis das salas de cinema no espaço urbano. Aprecia inicialmente a passagem da exibição móvel para a fixa, edificada, e posteriormente traça os vários papéis das salas de cinema à medida que dispersam e se diferenciam, sempre discorrendo sobre as alterações na relação do urbano com as salas. Nesta trajetória, podemos observar que sua localização - antes em lugares de chão batido, improvisados, quase "fora da cidade" - passa a fazer parte de projetos e planos para a metrópole, alcançando assim o papel privilegiado que o cinema adquiriria no novo modo de vida cosmopolita. Ao examinar tal relação, esse trabalho mostra que as salas de cinema são frequentemente projetadas e situadas não apenas para atender a uma necessidade urbana, mas para criar um cenário urbano. No casod e São Paulo, parecem às vezes (principalmente entre 1900 e 1930) satisfazer a um desejo de cenário urbano que simbolizasse progresso e civilização, distanciando-se do rural; em outros momentos (especialmente de 1930 a 1960), representavam um espaço urbano que buscava se distinguir não mais do campo, mas da cidade provinciana, no processo de construção de um modo de vida cosmopolita.




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)