logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20180831101603
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorTEIXEIRA, Francisco Elinaldo
TítuloCineasta celerado: a arte de se ver fora de si no cinema poético de Júlio Bressane
OrientadorIrene de Arruda Ribeiro Cardoso
UniversidadeUniversidade de São Paulo - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, São Paulo
Abragência do estudo1981-1990
GrauDoutorado
Data de entrega1995
Data de defesa09.06.1995
Descrição físicav.2; 402 f.
DisponibilidadeBiblioteca CAPH
Fontededalus.usp.br / ibict.br / capes.gov.br
ResumoA partir de um recorte na filmografia de Júlio Bressane (oito filmes), a tese constrói um itinerário da formação desse cinema, nos anos 80, por ele denominado de cinema de poesia. Em tal itinerário, as questões da autoria e do estilo, tornam-se fundamentais. A partir delas, esse cinema vem ressaltar, primeiro, uma diferença que problematiza uma concepção do estilo como aquilo que dá unidade ao autor soberano e totaliza sua criação; em seguida, afirmar por essa via, a singularidade de estilo como dever e a figura de um outro autor que compomos com a expressão autor poético. Autor que faz de cada filme a oportunidade de desprender-se de si que o leva a pensar de outra maneira, de um outro ângulo, com um novo enfoque, um permanente remanejamento que é movimento de fuga das molduras.
ObservaçãoO v.1 (p.1-327) contém o texto da tese e o v.2 (p.1-68) as notas bibliográficas. Também aparece com 400 p.




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)