logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20180629130402
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorFERNANDES, Mariana Sibele
TítuloA memória e o fascínio pelo tempo na tendência slow cinema de documentário
OrientadorKarla Holanda de Araújo
UniversidadeUniversidade Federal de Juiz de Fora - Instituto de Arte e Design, Juiz de Fora
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Artes, Cultura e Linguagens
GrauMestrado
Data de entrega2017
Data de defesa25.04.2017
Descrição físicav.1; 92 f.
DisponibilidadeBiblioteca UFJF
Fonterepositorio.ufjf.br
ResumoO fascínio pela dimensão temporal, evidenciado na forma e ou na temática de algumas obras, marca uma das principais características encontradas em parte do documentário brasileiro contemporâneo. A ênfase na passagem do tempo ganha maior relevo quando, na busca incessante pela experiência singular do outro, os filmes abordam a memória pessoal como possibilidade de relacionar o ordinário, os gestos mais banais a um modo particular de ser e de estar num mundo em devir. E, se tratando da forma, a preferência por imagens longas e fixas intensifica a ideia de inexorabilidade do tempo, provocando no espectador o que Lúcia Nagib (2013) chama de stasis reflexiva. A tendência por um cinema mais contemplativo, cuja estética da lentidão nos direciona para novas formas de realismo cinematográfico, pode estar relacionada com o que tem se convencionado chamar de slow cinema – caracterizado, principalmente, pela fixação com o tempo, o uso de tomadas longas, a falta de enredo e o foco no cotidiano.
Acesso eletrônicoONLINE - https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/4967




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)