logo

Termo(s) de pesquisa:
ID_TE20180310060026
Registros encontrados:
página 1 de 1


1 / 1
Selecionar
Imprimir
AutorFAVA, Fernanda de Andrade
TítuloA Fábula, o tempo e jogo = cotejos entre Cinema Marginal, Grupo de los Cinco e Cine Subterráneo (1968-1971)
OrientadorAlfredo Luiz Paes de Oliveira Suppia
UniversidadeUniversidade Estadual de Campinas - Instituto de Artes, Campinas
Instituição/ProgramaPrograma de Pós-Graduação em Multimeios
GrauMestrado
Data de entrega2017
Data de defesa22.08.2017
Descrição físicav.1; 142 f.
DisponibilidadeBiblioteca Central Unicamp
Fonterepositorio.unicamp.br
ResumoEste estudo coteja obras do Cinema Marginal brasileiro e de dois movimentos independentes argentinos, o Grupo de Los Cinco e o Cine Subterráneo, no período entre 1968 e 1971. São elas O Bandido da Luz Vermelha (Rogério Sganzerla, 1968), Matou a Família e Foi ao Cinema (Julio Bressane, 1969) e Bang Bang (Andrea Tonacci, 1971), no Brasil; The Players Versus Ángeles Caídos (Alberto Fischerman, 1969), Tiro de Gracia (Ricardo Becher, 1969), Invasión (Hugo Santiago, 1969) e Puntos Suspensivos (Edgardo Cozarinsky, 1971), na Argentina. Sendo estes movimentos, por vezes, comparados no que diz respeito a modos de produção e exibição, a intenção da presente análise é encontrar semelhanças e contrastes entre os filmes também com relação a seus procedimentos estilísticos e leituras simbólicas, em três linhas de frente: a narrativa, o tempo e o trabalho do ator.
Acesso eletrônicoONLINE - http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/330430




página 1 de 1

Banco de teses sobre Cinema Brasileiro

   
   
Todas as palavras (AND)    Qualquer palavra (OR)